LOGIN TO YOUR ACCOUNT

Username
Password
Remember Me
Or use your Academic/Social account:

CREATE AN ACCOUNT

Or use your Academic/Social account:

Congratulations!

You have just completed your registration at OpenAire.

Before you can login to the site, you will need to activate your account. An e-mail will be sent to you with the proper instructions.

Important!

Please note that this site is currently undergoing Beta testing.
Any new content you create is not guaranteed to be present to the final version of the site upon release.

Thank you for your patience,
OpenAire Dev Team.

Close This Message

CREATE AN ACCOUNT

Name:
Username:
Password:
Verify Password:
E-mail:
Verify E-mail:
*All Fields Are Required.
Please Verify You Are Human:
fbtwitterlinkedinvimeoflicker grey 14rssslideshare1
Publisher: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Journal: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Languages: Portuguese
Types: Article
Subjects:
O Centro de Estudos Musicológicos da Biblioteca Nacional herdou, em 1997, as funções da Área de Música (criada em 1991). Reunir, conservar e difundir o seu vastíssimo acervo e garantir o seu processamento bibliográfico e ainda assegurar serviços, presenciais ou à distância, são funções que têm vindo, ao longo dos anos, a ser cumpridas por uma pequena equipa de funcionários reduzida, actualmente, a duas musicólogas, uma bibliotecária e uma auxiliar. Funcionando como uma biblioteca especializada dentro da própria Biblioteca Nacional, tem sido fundamental a estreita e contínua colaboração entre a bibliotecária e as técnicas com formação específica em música e musicologia. Nesta comunicação narra-se a experiência de cada uma das técnicas, as suas diferentes sensibilidades perante o trabalho de uma biblioteca, as diferentes aprendizagens e a sua influência nos métodos de trabalho desenvolvidos ao longo dos anos. Relata-se, também, o papel insubstituível dos utilizadores, nas suas diferentes especialidades, e a aprendizagem que o contacto directo e diário proporciona, num serviço onde os gabinetes de trabalho são contíguos à sala de leitura e permanecem sempre de porta aberta. Este diálogo interdisciplinar permanente é determinante no trabalho técnico e normativo, em todas as fases da cadeia documental, desde as aquisições ao armazenamento e difusão da informação, passando pelo processamento, tendo especial relevância nas práticas de catalogação, indexação e classificação que têm, necessariamente, especificidades que as distinguem das aplicadas a outras colecções.
  • No references.
  • No related research data.
  • No similar publications.

Share - Bookmark

Cite this article