LOGIN TO YOUR ACCOUNT

Username
Password
Remember Me
Or use your Academic/Social account:

CREATE AN ACCOUNT

Or use your Academic/Social account:

Congratulations!

You have just completed your registration at OpenAire.

Before you can login to the site, you will need to activate your account. An e-mail will be sent to you with the proper instructions.

Important!

Please note that this site is currently undergoing Beta testing.
Any new content you create is not guaranteed to be present to the final version of the site upon release.

Thank you for your patience,
OpenAire Dev Team.

Close This Message

CREATE AN ACCOUNT

Name:
Username:
Password:
Verify Password:
E-mail:
Verify E-mail:
*All Fields Are Required.
Please Verify You Are Human:
fbtwitterlinkedinvimeoflicker grey 14rssslideshare1
Publisher: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Journal: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Languages: Portuguese
Types: Article
Subjects: Sociologia da saúde; informação ao paciente; literacia da saúde; literacia digital; bibliotecas de saúde
Podemos definir o conceito de Sociologia da Saúde como a disciplina que aplicando metodologias de investigação sociológica estuda a relação entre a saúde e os factores sociais que induzem os comportamentos dos indivíduos ou grupos quando expostos perante situações de doença e/ou qualidade de acesso aos cuidados de saúde.Neste domínio a National Library of Medicine (NLM) refere que as principais áreas de investigação incluem por exemplo a influência do género, etnicidade, idade ou estatuto sócio-económico no acesso aos cuidados de saúde bem como comportamentos sociais  dos índividuos, crenças e mudanças socio-culturais face à doença, aliado ao papel desempenhado na sociedade pelas instituições e profissionais de saúde baseadas em técnicas de comunicação e educação do paciente, assentes em inovações tecnológicas e biomédicas.Deste modo, a investigação na área da sociologia da saúde vem demonstrar que nos últimos anos se denotou um aumento da preocupação dos indíviduos com o seu bem estar físico e mental e com práticas que conduzam a uma vida saudável a par de uma necessidade de se manterem bem informados relativamente ás doenças, diagnósticos, prognósticos e terapêuticas mais eficazes, que vão desde a esfera da medicina tradicional à esfera das medicinas alternativas.Estes comportamentos sociais, alteraram a forma de comunicação médico-paciente e o acesso fácil ás novas tecnologias de informação, às redes sociais e fóruns de discussão, em vez de facilitarem e esclarecer os indíviduos, podem causar entropia e ansiedade quando procuram respostas para os seus problemas de saúde em fontes de Informação nem sempre fiáveis.De que forma é que os bibliotecários de saúde, poderão aproveitar este contexto social para gerar valor acrescentado aos seus serviços, apoiando por um lado os seus utilizadores de sempre - os médicos e futuros médicos - no fortalecimento da sua relação e comunicação com os pacientes, providenciando bases de informação credíveis e ajudando a traduzir a terminologia médica em linguagem comum, inteligível e acessível a todo o tipo índivíduos? De que forma as bibliotecas da saúde poderão ganhar um novo tipo de utilizadores - o cidadão comum – providenciando conteúdos de fácil acesso sobre questões relacionadas com cuidados preventivos de saúde e qualidade de vida? De que modo, poderá a literacia digital ajudar a facilitar esta tarefa?Este poster, pretende abordar estas questões e apresentar alguns casos de boas práticas já existentes, a nível nacional e internacional, alertando para a importância do aparecimento de uma nova triologia na abordagem ao paciente centrada em projectos de cooperação entre equipas multidisciplinares que incluam bibliotecários, sociólogos, antropólogos, médicos e organismos governamentais da área da saúde.
  • No references.
  • No related research data.
  • No similar publications.

Share - Bookmark

Cite this article