LOGIN TO YOUR ACCOUNT

Username
Password
Remember Me
Or use your Academic/Social account:

CREATE AN ACCOUNT

Or use your Academic/Social account:

Congratulations!

You have just completed your registration at OpenAire.

Before you can login to the site, you will need to activate your account. An e-mail will be sent to you with the proper instructions.

Important!

Please note that this site is currently undergoing Beta testing.
Any new content you create is not guaranteed to be present to the final version of the site upon release.

Thank you for your patience,
OpenAire Dev Team.

Close This Message

CREATE AN ACCOUNT

Name:
Username:
Password:
Verify Password:
E-mail:
Verify E-mail:
*All Fields Are Required.
Please Verify You Are Human:
fbtwitterlinkedinvimeoflicker grey 14rssslideshare1
Publisher: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Journal: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Languages: Portuguese
Types: Article
Subjects:
Em Portugal existe um número significativo de bibliotecas e serviços de informação directa ou indirectamente ligados às instituições de saúde.Em 1988, o então Grupo de Trabalho de Informação em saúde (GTIS) – embrião da actual APDIS – elaborou o Repertório das Bibliotecas e Serviços de Informação em Saúde [1] com o objectivo de definir o perfil das bibliotecas e serviços de documentação da saúde em Portugal.Tendo-se revelado um importante instrumento de trabalho, havia que actualizá-lo, o que levou a que, em 1992, se fizesse uma recolha de dados mais exaustiva, procurando obter informação sobre diferentes aspectos, tais como, fundo documental, técnicas de tratamento documental, informatização dos serviços, número de funcionários, tipologia dos utilizadores e serviços prestados, tendo sido publicado novo Repertório em 1993 [2]. Em 1996, estes resultados foram tratados, analisados e apresentados na 5ª Conferência da European Association of Medical and Health Libraries [3] .Tornava-se importante, uma vez mais, actualizar a informação disponível e introduzir novos elementos, tendo o Grupo de Trabalho do Repertório da APDIS iniciado em 1999 novo levantamento de informação através de um inquérito enviado a 217 organismos da saúde.Em resposta ao questionário lançado, obteve-se um conjunto de 114 resposta, ou seja, apenas 49% do universo inquirido. Seguindo a linha de orientação definida desde o primeiro Repertório, os diferentes serviços foram agrupados geograficamente por regiões, obtendo 31 respostas da região Norte, 26 do Centro, 41 de Lisboa e Vale do Tejo, 4 do Alentejo e 7 das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.Para além dos elementos já contemplados no anterior Repertório, deu-se ênfase aos aspectos relacionados com as novas tecnologias da informação, como sejam, o tipo de suporte dos documentos, a assinatura de bases de dados bibliográficos e de texto integral, a existência de ligação à Internet e de serviços disponíveis em rede, etc.É o resultado deste inquérito — do seu tratamento e da sua interpretação — que os elementos do Grupo de Trabalho pretendem divulgar nesta apresentação.
  • No references.
  • No related research data.
  • No similar publications.

Share - Bookmark

Cite this article