LOGIN TO YOUR ACCOUNT

Username
Password
Remember Me
Or use your Academic/Social account:

CREATE AN ACCOUNT

Or use your Academic/Social account:

Congratulations!

You have just completed your registration at OpenAire.

Before you can login to the site, you will need to activate your account. An e-mail will be sent to you with the proper instructions.

Important!

Please note that this site is currently undergoing Beta testing.
Any new content you create is not guaranteed to be present to the final version of the site upon release.

Thank you for your patience,
OpenAire Dev Team.

Close This Message

CREATE AN ACCOUNT

Name:
Username:
Password:
Verify Password:
E-mail:
Verify E-mail:
*All Fields Are Required.
Please Verify You Are Human:
fbtwitterlinkedinvimeoflicker grey 14rssslideshare1
Publisher: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Journal: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Languages: Portuguese
Types: Article
Subjects: Biblioteca do Conhecimento Online; Recursos eletrónicos; Bibliometria; Produção científica; Portugal
Nos últimos anos têm sido desenvolvidas iniciativas que visam promover a generalização do acesso à Sociedade da Informação e do Conhecimento. É nesta dinâmica que em 2004 surge em Portugal a Biblioteca do Conhecimento Online (b-on). Com ela ficou facilitado o acesso aos conteúdos em texto integral de um alargado conjunto de publicações científicas internacionais. Este estudo enquadra-se num trabalho de investigação de doutoramento e visa apresentar e analisar alguns dos principais indicadores estatísticos/bibliométricos da Produção Científica Portuguesa procurando associá-los com a b-on.Analisou-se para os anos de 2007 a 2011 o uso dos recursos b-on por parte das universidades públicas membros do consórcio, tendo sido selecionadas como amostra as cinco com mais downloads por FTE (full time equivalent).Para além dos dados de uso do consórcio, utilizou-se a Web of Science (WoS) a partir da qual se identificaram os artigos indexados com afiliação institucional nas universidades portuguesas. A partir daí, e através de uma metodologia quantitativa, apuraram-se os Autores com maior número de artigos indexados. Posteriormente analisaram-se dados como: produção por área científica, colaboração internacional, revistas científicas com maior número de artigos publicados, entre outros.

Share - Bookmark

Cite this article