LOGIN TO YOUR ACCOUNT

Username
Password
Remember Me
Or use your Academic/Social account:

CREATE AN ACCOUNT

Or use your Academic/Social account:

Congratulations!

You have just completed your registration at OpenAire.

Before you can login to the site, you will need to activate your account. An e-mail will be sent to you with the proper instructions.

Important!

Please note that this site is currently undergoing Beta testing.
Any new content you create is not guaranteed to be present to the final version of the site upon release.

Thank you for your patience,
OpenAire Dev Team.

Close This Message

CREATE AN ACCOUNT

Name:
Username:
Password:
Verify Password:
E-mail:
Verify E-mail:
*All Fields Are Required.
Please Verify You Are Human:
fbtwitterlinkedinvimeoflicker grey 14rssslideshare1
Publisher: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Journal: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Languages: Portuguese
Types: Article
Subjects: formação de leitores; promoção da leitura; livro animado
O Manifesto da Unesco sobre Bibliotecas Públicas enuncia doze missões-chave que devem constituir o âmago dos serviços das bibliotecas públicas. A primeira destas missões consiste na criação e no fortalecimento de hábitos de leitura desde a primeira infância. Os mediadores de leitura detêm esta importante responsabilidade. Devem, para tal, abraçar todos os pretextos para despertar para a necessidade de ler e para suscitar a vontade e o prazer de ler. A leitura acontece de forma múltipla: nos ecrãs de diversos dispositivos e sob a forma impressa. As bibliotecas públicas devem ser capazes de integrar todas estas manifestações onde a leitura acontece. Mas a dúvida, por vezes, instala-se: onde começa o jogo? Onde inicia a leitura? A literatura infanto-juvenil, em particular, tem sabiamente conjugado as duas vertentes: a da aprendizagem e a da ludicidade, produzindo literatura de qualidade, nomeadamente, sob a forma impressa. Neste artigo pretende ser explorada uma tipologia documental muito específica: o livro animado. Numa época em que o mundo virtual tem conquistado um lugar cada vez mais importante, a animação do livro impresso, em particular, no que à literatura para crianças e jovens diz respeito, representa uma renovada forma de dinamização das histórias. Denomina-se, neste artigo, o termo livro animado para designar este género de documento, que existe desde a Idade Média e que se apresenta sob a forma de um livro tridimensional, em que o volume, a profundidade e o movimento animam o texto e as ilustrações. O livro animado oferece uma série de potencialidades ao nível da interatividade de leitura. Serão apresentadas, a riqueza e a diversidade do livro animado nas suas múltiplas dimensões: histórica, técnica, editorial, internacional e artística; potenciadoras de ações de dinamização de leitura junto dos leitores, contribuindo, desta forma, para o cumprimento da mais importante missão das bibliotecas públicas: a formação de leitores. 
  • No references.
  • No related research data.
  • No similar publications.

Share - Bookmark

Cite this article