LOGIN TO YOUR ACCOUNT

Username
Password
Remember Me
Or use your Academic/Social account:

CREATE AN ACCOUNT

Or use your Academic/Social account:

Congratulations!

You have just completed your registration at OpenAire.

Before you can login to the site, you will need to activate your account. An e-mail will be sent to you with the proper instructions.

Important!

Please note that this site is currently undergoing Beta testing.
Any new content you create is not guaranteed to be present to the final version of the site upon release.

Thank you for your patience,
OpenAire Dev Team.

Close This Message

CREATE AN ACCOUNT

Name:
Username:
Password:
Verify Password:
E-mail:
Verify E-mail:
*All Fields Are Required.
Please Verify You Are Human:
fbtwitterlinkedinvimeoflicker grey 14rssslideshare1
Birck, Daniele Maria Castanho (2013)
Publisher: The Shakespeare Association, India
Types: Unknown
Subjects: Dissertações
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo analisar a relação entre A tempestade, uma peça de William Shakespeare, e Prospero's Books: an Adaptation of The Tempest by William Shakespeare, um filme do diretor Peter Greenaway. No intuito de entender o processo que transformou uma peça de 1611 em um filme do final do século XX, este trabalho emprega os conceitos teóricos propostos por estudiosos como: Gerard Genette, Linda Hutcheon, Julie Sanders e Robert Stam. Além deste objetivo geral, este estudo examina o modo como os traços reflexivos presentes em A tempestade são intensificados e ampliados na adaptação fílmica de Peter Greenaway. Como resultado deste questionamento, esta dissertação demonstra que a escolha do cineasta de identificar Próspero, o protagonista de A tempestade, com William Shakespeare, com o ator britânico John Gielgud e consigo mesmo é central para a construção da reflexividade fílmica. A preocupação da peça com teatralidade é expandida em níveis complexos de interpretação que não só colocam os artifícios do cinema em primeiro plano, mas também discutem os procedimentos envolvidos na criação literária, na ilusão teatral e, finalmente, no próprio processo de adaptar um texto canônico para a tela.