LOGIN TO YOUR ACCOUNT

Username
Password
Remember Me
Or use your Academic/Social account:

CREATE AN ACCOUNT

Or use your Academic/Social account:

Congratulations!

You have just completed your registration at OpenAire.

Before you can login to the site, you will need to activate your account. An e-mail will be sent to you with the proper instructions.

Important!

Please note that this site is currently undergoing Beta testing.
Any new content you create is not guaranteed to be present to the final version of the site upon release.

Thank you for your patience,
OpenAire Dev Team.

Close This Message

CREATE AN ACCOUNT

Name:
Username:
Password:
Verify Password:
E-mail:
Verify E-mail:
*All Fields Are Required.
Please Verify You Are Human:
fbtwitterlinkedinvimeoflicker grey 14rssslideshare1
Giugliano,Rodolfo; Carneiro,Elizabeth C (2004)
Publisher: Sociedade Brasileira de Pediatria
Languages: Portuguese
Types: Article
Subjects: Sobrepeso, RJ1-570, Pediatrics, sono, índice de massa corporal, sedentarismo
OBJETIVO: Analisar a relação entre obesidade em escolares e atividade física e horas de sono da criança, escolaridade e obesidade dos pais. MÉTODOS: Avaliação de peso, estatura, índice de massa corporal e adiposidade (estimada pelas dobras cutâneas tricipital e subescapular) de escolares seguida da classificação das crianças em normais, baixo peso, sobrepeso ou obesidade pelo índice de massa corporal por idade. Foram avaliados 452 escolares e selecionadas 68 crianças com sobrepeso e obesidade e 97 normais para preenchimento de questionários quanto a atividade física e horas de sono diárias da criança, escolaridade, atividade física, peso e estatura dos pais. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso e obesidade foi de 21,1% nos meninos e 22,9% nas meninas. A adiposidade diferiu na comparação das crianças normais com as demais (p < 0,01). Nas crianças com sobrepeso e obesidade, a adiposidade correlacionou-se diretamente com o tempo de permanência sentado e inversamente com as horas de sono (p < 0,05). A ocorrência de sobrepeso e obesidade foi maior nas crianças cujas mães tinham menor escolaridade (p < 0,01). A freqüência de sobrepeso e obesidade nos pais das crianças com sobrepeso e obesidade foi maior do que nos pais das crianças normais (p < 0,01). O sedentarismo predominou na maioria dos pais. CONCLUSÃO: O estudo destaca a inatividade das crianças como um dos fatores associados à obesidade. As horas diárias de sono apresentaram-se como fator positivo na manutenção do equilíbrio pôndero-estatural. A escolaridade materna e a ocorrência de sobrepeso e obesidade nos pais estão associados com sobrepeso e obesidade nos filhos.
  • No references.
  • No related research data.
  • No similar publications.