LOGIN TO YOUR ACCOUNT

Username
Password
Remember Me
Or use your Academic/Social account:

CREATE AN ACCOUNT

Or use your Academic/Social account:

Congratulations!

You have just completed your registration at OpenAire.

Before you can login to the site, you will need to activate your account. An e-mail will be sent to you with the proper instructions.

Important!

Please note that this site is currently undergoing Beta testing.
Any new content you create is not guaranteed to be present to the final version of the site upon release.

Thank you for your patience,
OpenAire Dev Team.

Close This Message

CREATE AN ACCOUNT

Name:
Username:
Password:
Verify Password:
E-mail:
Verify E-mail:
*All Fields Are Required.
Please Verify You Are Human:
fbtwitterlinkedinvimeoflicker grey 14rssslideshare1
del Aguila,Juan Saavedra; Hofman,Peter; Campbell,Terrence; Marques,José Roberto; Heiffig-del Aguila,Lília Sichmann; Kluge,Ricardo Alfredo (2009)
Publisher: Universidade Federal de Santa Maria
Languages: Portuguese
Types: Article
Subjects: Litchi chinensis Sonn., refrigeração, calor de campo
Este experimento visou a estudar o efeito de diferentes temperaturas e tempos de pré-resfriamento em água sobre a qualidade de lichias 'B3', após a frigoconservação. Os tratamentos foram: T1 = controle (sem pré-resfriamento); T2 = imersão por cinco minutos em água a 2,5°C; T3 = imersão por 10 minutos em água a 2,5°C; T4 = imersão por 20 minutos em água a 2,5°C; T5 = imersão por sete minutos em água a 6°C; T6 = imersão por 20 minutos em água a 8°C e T7 = imersão por 10 minutos em água a 10°C. Após a aplicação dos respectivos tratamentos, os frutos foram acondicionados em filmes de polietileno de 24µm, selados e posteriormente armazenados a 5°C e 90% UR, por um período de sete dias, seguido por três dias de comercialização simulada a 20°C e 70% UR. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, com tratamentos fatoriais de 7x3 (tratamentosxtempo). Foram utilizadas quatro repetições por tratamento, sendo cada uma composta por 150g de frutos. Determinaram-se: perda de massa fresca, coloração (L*, a e b), escurecimento (%) e podridões (%). De acordo com os resultados, o pré-resfriamento com água reduz a percentagem de escurecimento, o decréscimo da luminosidade (L*) e os valores de a. Por outro lado, esse tratamento favorece o surgimento de altos índices de podridão.